Carregando
+55 11 3031-6624
A MAGNO dá suporte às empresas em situações que fogem à condução normal dos negócios.
O LADO OCULTO DAS MUDANÇAS A verdadeira inovação requer mudança de percepções

João Carlos Gerin

MAGNO CONSULTORES 

 

Em processos de mudança nas empresas a dimensão humana e comportamental é de importância fundamental.

O  livro “O Lado Oculto das Mudanças” (Luc de Brabandere, Elsevier Editôra, 2006) traz uma abordagem muito interessante sobre isso e sugere ao leitor um motivador exercício de reflexão. O autor desenvolve sua pesquisa sobre o tema analisando postulados de pensadores em três épocas muito distintas na história.

Inicia sua pesquisa na Grécia antiga, cerca de 500 A.C. com o filósofo Heráclito, que quebrou o paradigma da época, afirmando que tudo se transforma e a mudança é não apenas necessária mas  inevitável. Como um rio que continuamente corre no leito é impossível estancar a mudança.

Em seguida o autor viaja no tempo por cerca de 2000 anos até a Inglaterra de 1600 para abordar o pensamento de Francis Bacon. Este pensador perspicaz acreditava que a mudança não somente é inevitável, mas que sua natureza poderia ser investigada, e por meio de experimentações seria possível fazê-la acontecer.

Seguindo em sua pesquisa o autor chega à década de 1950, para refletir sobre as teorias desenvolvidas por um grupo de psicólogos e terapeutas que se dedicavam ao estudo dos tratamentos da esquizofrenia. Este grupo do Instituto de Pesquisas da Mente de Palo Alto, Califórnia, desenvolveu estudos muito abrangentes e cravou algumas leis entre elas a “Teoria das Mudanças”. Estes estudiosos afirmam que a mudança ocorre em dois níveis: O tipo 1 tem a ver com a realidade e o tipo 2, com a  percepção. Ou seja, se você deseja mudar é preciso mudar duas vezes. E preciso mudar não só a realidade que o cerca mas também a percepção.

Esta abordagem remete a uma analogia com o dia-a-dia nas corporações que será útil nos processos de mudança. Dirigir uma empresa ou gerenciar um projeto é uma tarefa que se desenvolve em duas dimensões distintas.

Há a gestão diária, constituída por decisões que aperfeiçoam o processo de forma constante. Nesta, o gestor, em nome de sua empresa, faz as coisas acontecerem (trabalha a realidade)

Mas há um segundo tipo de gestão, que ocorre em paralelo e que é tão importante quanto o primeiro. Nele, o gestor inventa o futuro, desenvolve cenários, procura por novas ideias. Ele trabalha pensando por sua empresa, visando mudar a maneira como as coisas são vistas. (trabalha a mudança da percepção)

Realidade e percepção são ingredientes vitais de uma gestão eficaz.

Voltando a abordagem de Brabandere se pode questionar como distinguir uma ideia da outra. Como identificar o que é realidade e o que é percepção?

O autor preparou uma tabela que auxilia a fazer tal distinção.

Ao refletir sobre a abordagem percorrendo os atributos abaixo o entendimento fica facilitado pois, se pode  identificar situações onde se reconhece os dois conceitos.

 

MUDANÇA DE REALIDADE

MUDANÇA DE PERCEPÇÃO

É denominada inovação

É denominada criatividade

Necessita de ação

Necessita de reflexão

É um desafio para uma equipe

É um desafio para um indivíduo

Leva um longo tempo

Acontece repentinamente

O processo é contínuo

O processo é descontínuo

Produz algo novo para o sistema

Imagina um novo sistema

Seu impacto é certo e mensurável

Seu impacto não pode ser medido

Exige gestão de projeto

Exige brainstorming

Alimenta-se de ideias práticas e sugestões úteis

Alimenta-se de questionamentos, surpresas, ideias estranhas e incompletas

O papel do consultor é provocar a ação

O papel do consultor é encorajar a reflexão

<< Voltar
A MAGNO dá suporte às empresas em situações que fogem à condução normal dos negócios.
Magno Consultores Empresariais Ltda.
Rua Deputado Lacerda Franco, 300 – cjto 181
Pinheiros – São Paulo / SP - CEP 05418-000
contato@magno.com.br
Fone: +55 11 3031-6624
Fax: +55 11 3034-4562
© Magno Consultores - Todos os direitos reservados.